Aliança de Amor

A raiz da espiritualidade de Schoenstatt: um novo começo na fé

18 de Outubro de 1914. Depois de aprofundar e rezar vários sinais da Providência, o Pe. Kentenich e alguns jovens que se preparam para se tornar sacerdotes convidam a Mãe de Deus a morar numa pequena capela no lugar Schoenstatt. Aqui devia manifestrar-se e conquistar muitas pessoas para Cristo. Para isso oferecem a Nossa Senhora uma intensa vida de oração e sacrifícios de amor. Selam assim uma Aliança de Amor com Maria: „Nada sem ti – nada sem nós“.

Ao longo do tempo, torna-se claro que Maria leva a sério este convite: Por uma relação filial com Maria, muitas pessoas encontram nova ou mais profundamente a Deus e comprometem-se missionariamente com os outros.

Desde 18 de Outubro de 1914, pessoas de todos os continentes assumiram esta Aliança, que os impulsiona a viver com novo ardor sua Aliança e a trabalhar na renovação da sociedade a partir dos valores da fé cristã.

„Para nós, a Aliança de Amor com a Mãe Santíssima – tal como se tornou e é historicamente eficaz – é uma profunda renovação, consolidação e proteção da Aliança Batismal, ou seja, da Aliança com Cristo e Deus Trino“.

J. Kentenich

Pequena consagração

Oração para a renovação diária do Pacto de Amor

Ó minha Senhora, ó minha Mãe.
eu me ofereço todo a vós,
e em prova da minha devoção para convosco,
vos consagro neste dia os meus olhos, os meus ouvidos,
a minha boca, o meu coração,
e inteiramente todo o meu ser.
E porque assim sou vosso, ó incomparável Mãe,
guardai-me, protegei-me
como coisa e propriedade vossa.
Amém.
(P. Zucchi)

A Aliança de Amor – um caminho também para mim?

Se desejar selar a sua Aliança de Amor com Nossa Senhora de Schoenstatt, não hesite em entrar em contato com algum centro de Schoenstatt em sua cidade ou país. Se precisar, procure a nossa ajuda

para o formulário de contato

O Livro da Aliança  – Documento de um novo início

Como no Santuário Original, também em alguns Santuários filiais está o livro da Aliança, onde as pessoas que selam sua aliança de Amor podem escrever seus nomes. Nos dias 18 de cada mês, dia da Aliança de Amor, o livro do Santuário Original é levado ao Santuário, e representa as muitas pessoas que se uniram ao processo central de 18 de Outubro de 1914 e – unidas – formam as suas vidas a partir dele.